domingo, 27 de abril de 2008

Monte dos Cabaços

Continuando o Passeio Enológico por Portugal, falarei um pouco sobre a Vinha Monte dos Cabaços. No evento, fui recebida por Tiago, filho do casal Joaquim e Margarida Cabaço. Com muita simpatia e entusiasmo, ele fez questão de falar sobre cada um dos vinhos expostos naquela noite, explicando que o sucesso do Monte dos Cabaços Tinto, produzido pela primeira vez em 2001, incentivou o lançamento de mais dois vinhos em 2006. Um deles, o “.Com Tinto” é um vinho jovem e inovador, cujo o próprio Tiago está à frente da produção. Além da vitivinicultura, a família Cabaço também comanda o restaurante São Rosas, localizado em Estremoz.

Vamos aos vinhos degustados:

Monte dos Cabaços Branco, 2006
Um dos brancos que mais me agradou na noite. De cor cítrica e com um leve dourado, apresenta aromas complexos com notas de mel e frutos cítricos. Na boca mostrou-se equilibrado na acidez e no corpo, mantendo o sabor de frutas cítricas e do mel. Ótimo para os nossos dias quentes. A Monte dos Cabaços possui 30 hectares de vinha branca, de onde são produzidas apenas 10 mil garrafas por ano. Produzido com as uvas Antão Vaz, Arinto e Roupeiro, tem 12,5% de álcool. O belo rótulo (tanto do Branco do Tinto) foi desenhado por Margarida Cabaço. No Recife, o vinho pode ser encontrado por 42,80.


.Com Tinto, 2004
De acordo com Tiago Cabaço, este é o vinho da moda em Portugal. Foi considerado recentemente a “melhor compra” pela Revista de Vinhos daquele país. O jovem Tiago é o autor do nome do vinho, além de responsável por todo seu planejamento e vendas. Em seis meses, vendeu 40 mil garrafas em Portugal e já exporta para o Brasil e Suíça. Trata-se de um vinho produzido com as castas Alicante Bouschet, Aragonez, Cabernet Sauvignon e Trincadeira. Possui 14% de teor alcoólico. De tonalidade rubi escuro, no nariz lembra frutos vermelhos maduros, tabaco e um pouco de vegetal. Na boca tem frutas vermelhas um ligeiro apimentado. O final é de média persistência. Um vinho equilibrado e de bom custo-benefício. R$ 26,70 na Ingá Vinhos, no Recife.

Monte dos Cabaços Tinto, 2003
Este é um belo vinho, feito a partir de cortes das uvas Cabernet Sauvignon, Syrah, Touriga Nacional e Aragonez. Na taça mostra uma cor granada escura. Já os aromas são bem complexos, revelando traços de chocolate, geléias e tabaco. É um vinho encorpado com taninos finos e final longo. Estagiou seis meses em barricas de carvalho francês. Tem teor alcoólico de 14%. Gostei bastante. No Recife pode ser encontrado por R$ 54,40, na Ingá Vinhos.

Tiago adiantou-me que está lançando um outro vinho que promete conquistar os jovens consumidores. “Embora também produzido com mesma seriedade com que são elaborados os outros rótulos da empresa”, frisa ele. Batizado de “Blog”, segue a linha do “.Com”.

4 comentários

Anônimo disse...

olá fikei surpreendida ao ver k existem cabaços aí eu sou de salvaterra de magos bisneta de césar cabaço

Fabiana Gonçalves disse...

Pois é. Vocês chegaram longe. Estão de parabéns.

Fabiana

Anônimo disse...

pelo k sei a minha familia veio de fronteira, para salvaterra de magos será k existe algum relacionamento com os cabaços daí?se houver kem saiba algo agradeço desde já.

Anônimo disse...

gostaria de saber se estes cabaços de salvaterra de magos têm aí familia, agradeço desde já.