quinta-feira, 5 de junho de 2008

Condes de Barcelos – Vinho Verde

Fundada em 1962, a Adega Cooperativa de Barcelos está instalada no coração da região dos vinhos verdes, em Portugal. Atualmente, conta com 600 viticultores associados, que cultivam uma área de 500 hectares. As castas brancas dominantes são a Loureiro, Trajadura e Perdenã. Já nos tintos, as uvas mais utilizadas são o Vinhão e o Borraçal. Os técnicos da empresa utilizam técnicas modernas de vinificação e fazem questão de acompanhar de perto o trabalho dos sócios.

VINHO VERDE - Este tipo de vinho tem baixa maturação e na sua primeira fermentação é logo engarrafado. Os vinhos verdes produzidos antigamente apresentavam uma graduação alcoólica baixa, por volta dos 9%, mas hoje em dia já existem rótulos com 12,5% de álcool.

Degustação:

Condes de Barcelos Branco, 2006 (vinho verde)
Elaborado com as castas Loureiro, Arinto e Trajadura, tem uma cor de aspecto cítrico e aromas que lembram maçã verde. É um vinho leve, fácil de beber, com ligeira acidez. Tem teor alcoólico de 11%. O preço sugerido no Recife é de R$ 16,77, podendo ser encontrado facilmente em diversas distribuidoras.



Condes de Barcelos Tinto, 2006 (vinho verde)
Este não agradou, pois apresentou um aroma que alguns apreciam, mas que particularmente incomoda: o de estribaria. Na boca é e adstringente e tem ligeira acidez. O produtor recomenda degustá-lo jovem, a uma temperatura de 12C a 14C. Pratos gordurosos são o acompanhamento ideal. Elaborado com as castas Vinhão e Borraçal, tem 10% de álcool. No Recife, a sugestão de preço é de R$ 17,80.

2 comentários

Tulio disse...

Fabiana, aprendi com um portuga amigo meu que a temperatura dos vinhos verdes deve ser abaixo de 0º. Realmente, eu não gostava e passei a apreciar depois da lição.

Fabiana Gonçalves disse...

Túlio,
É porque a temperatura baixa mascara o sabor do vinho, encondendo algumas das características que talvez você não goste.

Abraço!