quinta-feira, 23 de julho de 2009

Linha Costa Pacífico é apresentada no Recife

A Miolo Wine Group apresentou esta semana, na Lacomex, no Recife, a sua linha de vinhos Costa Pacífico. Os quatro rótulos varietais (Sauvignon Blanc, Carmenère, Syrah e Cabernet Sauvignon), são elaborados no Chile, através da Via Sul – uma joint-venture da brasileira Miolo com a Via Wines, produtora do vinho ícone chileno Caballo Loco.

No Recife, a venda da linha Costa Pacífico é exclusiva da Lacomex. Segundo o diretor regional da Miolo, Carlos Henrique Araújo, os vinhos já estão disponíveis para consumo em cerca de 40 restaurantes locais.

São vinhos jovens, de moderado teor alcoólico, que têm como proposta o consumo do dia-a-dia. Nenhum deles passa por madeira, apenas aço inox. A faixa de preço é de R$ 28.

Vamos à degustação:

Costa Pacífico Sauvignon Blanc – 2007

Dos quatro degustados, este foi o segundo que mais me agradou. É um vinho leve, refrescante e fácil de beber - bom para os dias quentes. Produzido no Valle Central, tem cor bem clara, com reflexos esverdeados. Os aromas são discretos, percebendo-se notas florais e de frutas, como o maracujá e a maçã. Tem boa acidez e reproduz na boca a mesma impressão frutada do nariz, com um leve toque mineral. Recomenda-se com frutos do mar (à exceção da lagosta), peixes ou saladas.

Classificação: Muito bom.

Costa Pacífico Carmenère – 2007

A recomendação é deixá-lo respirar por pelo menos meia hora antes de degustá-lo. Como tomei recém-saído da garrafa, me incomodou um pouco o álcool – mas nada que cause defeito ao vinho, levando-se também em consideração a sua idade. É uma bebida aromática, com notas de ameixa. Na boca aparecem frutas vermelhas e pimentão. O corpo é médio. Leve amargor final. A graduação alcoólica é de 12,8%.

Classificação: Razoável.

Costa Pacífico Syrah – 2006

Para mim, o melhor vinho da linha. De cor rubi brilhante com reflexos violeta, tem caráter frutado no nariz, mas com toques que lembram tabaco e especiarias. O gosto de frutas também aparece, mas bem mesclado com as impressões de tabaco e ervas. É um bem feito Shyrah, equilibrado e com taninos macios. No ponto para beber. Tem 12,7% de álcool.

Classificação: Muito bom.

Costa Pacífico Cabernet Sauvignon – 2006

Este foi, definitivamente, feito para acompanhar comida. Cai bem com carnes vermelhas. A cor é rubi brilhante e tem aromas de frutas maduras, bala toffee e um leve amendoado. É marcado na boca pela fruta madura e uma certa adstringência, o que confere ao vinho o título de “amigo” da carne. É o que tem maior elevado teor alcoólico da linha: 13,8%.

Classificação: Bom.

SERVIÇO:
Lacomex: Rua José da Silva Lucena, 273, Imbiribeira (próximo ao Colégio Atual), Recife - PE.
Fone: (81) 3081-2131.