terça-feira, 17 de agosto de 2010

Brasil traz especialistas alemães para avaliar os vinhos nacionais

Foto: Orestes de Andrade Jr./Divulgação
A Alemanha é, atualmente, o maior mercado importador de vinhos do mundo e o 4º país em consumo do produto, com 24,3 litros per capita por ano. Pensando nisso, o projeto Wines From Brazil (WFB), realizado em parceria pelo Instituto Brasileiro do Vinho (Ibravin) e pela Agência Brasileira de Promoção de Exportações e Investimentos (Apex-Brasil), trouxe dois especialistas alemães para uma semana de imersão nas vinícolas brasileiras.

Jürgen Mathäss, jornalista especialista em vinhos, e o consultor Peer Holm, foram contratados para uma consultoria técnica às vinícolas que pretendem entrar no mercado germânico.

A consultoria contempla encontros técnicos com oito vinícolas que aderiram à iniciativa: Casa Valduga, Campos de Cima, Cordilheira de Sant’ana, Lidio Carraro, Miolo, Pizzato, Salton e Santo Emilio.

Os especialistas farão uma ampla análise dos produtos brasileiros, avaliando as suas potencialidades para competir no disputado mercado alemão de vinhos. “Serão avaliados até 20 vinhos de cada uma das vinícolas que aderiram ao projeto”, informa a gerente de Promoção Comercial do WFB, Andreia Gentilini Milan.

Até sexta-feira (20), os visitantes farão um diagnóstico da qualidade, estilo e dos preços (custo-benefício) dos produtos elaborados pelas vinícolas - examinando do conteúdo à embalagem - a chance de eles terem sucesso na Alemanha.

Na quarta-feira (18), haverá uma seleção de vinhos das 39 empresas integrantes do Wines From Brazil para apresentações institucionais na Alemanha. Na sexta-feira (20), Jürgen e Peer serão os palestrantes de um seminário sobre o mercado alemão de vinhos aberto a todas as empresas interessadas.