terça-feira, 17 de maio de 2011

Aventuras enogastronômicas no Chile e Argentina (Mendoza) - Parte 5

Dando continuidade ao relato das aventuras do último mês de abril, abro espaço aqui para falar de um restaurante super especial que pudemos conhecer no Chile, a 40 minutos de Santiago: o pitoresco La Vaquita Echá. Situado aos pés da Cordilheira dos Andes, entre os vinhedos de Pirque, é um local para ser curtido sem pressa, degustando um bom vinho acompanhado da fantástica parrillada (churrasco) local.

Segundo o amigo e guia chileno Fernando Navarro, o nome “La Vaquita Echá” significa “A vaquinha deitada”. Porém a palavra “deitada” se diz “echada” em espanhol. A abreviação “echá” é típica do povo chileno, que tem o costume de cortar as sílabas finais de algumas palavras.

Voltando ao lugar, a decoração é bem campestre, com toalhas xadrez e mesas ao ar livre. Pequenas apresentações de música e dança locais costumam acontecer, dando um ar festivo ao ambiente.

A especialidade do cardápio são as carnes. Por sinal, lá está a melhor linguiça na brasa que já comi em toda a minha vida. Quem quiser, também pode provar as os frutos do mar chilenos, como a popular reineta (peixe local), mariscos sortidos e ceviche.

A carta de vinhos é bem variada, mas dá maior espaço aos produtores da região. O preço é um pouco mais alto que a média dos restaurantes, mas mesmo assim muito mais em conta do que no Brasil. Nela, pode se encontrar desde vinhos mais simples, até ícones como o Don Melchor (Concha y Toro) ao Almaviva (Viña Almaviva).

Dicas: Vá em grupo, pois as porções são grandes e a experiência é bem mais animada. Em dias de sol, o lugar fica muito mais especial.

Mais informações: www.lavaquitaecha.cl