sexta-feira, 6 de maio de 2011

Os vinhos da Cantine Giacomo Montresor

A importadora Cantu trouxe ontem (05) ao Recife Edoardo Montresor (foto), membro da quarta geração dos fundadores da Cantine Giacomo Montresor. A família está envolvida na produção de vinhos desde o século XVI, quando migrou da França para a Itália, onde desenvolveu e aprimorou suas técnicas de plantio de uvas e elaboração da bebida. A Cantine Giacomo Montresor foi fundada no século XIX, em Verona, e hoje é uma das mais tradicionais vinícolas daquele país.

Durante o encontro, Edoardo explicou que a filosofia da empresa é produzir vinhos fáceis de se tomar, porém com bom corpo e persistência, o que pôde ser comprovado durante a degustação. Atualmente, produz sete milhões de garrafas por ano e possui quatro mil hectares de área cultivada. As uvas utilizadas no processo são todas de produção própria.

O grupo Montresor possui diferentes projetos, mas a principal produção é a da Cantine Giacomo Montresor, que elabora clássicos italianos da região do Vêneto, como Valpolicella, Amarone e Recioto.

O Brasil é o sétimo mercado mais importante da empresa. A Itália consome a maior parte da produção, seguida de Canadá e Estados Unidos. Para Edoardo, o mercado brasileiro é o futuro. “Cada vez se vê mais pessoas interessadas. É um prazer estar aqui falando de vinhos”, afirmou.

Perguntado sobre a invasão de vinhos chilenos e argentinos nas prateleiras brasileiras, Edoardo diz que não vê esses países como concorrentes, pois o público que consome o vinho italiano, não desmerecendo os rótulos no Novo Mundo, é diferenciado.

Antes, os rótulos da Montresor eram trazidos ao Brasil pela importadora Expand. Há cerca de três anos, a representação passou para as mãos da Cantu, que segundo sua gerente comercial em Pernambuco, Beatriz Maggioni, está investindo pesado no mercado nos próximos cinco anos. Atualmente o portfólio da importadora conta com 250 rótulos. De acordo com Beatriz, este número quase dobrará até o final deste ano.

Confira a avaliação dos vinhos provados durante o encontro, realizado no restaurante Famiglia Giuliano, em Boa Viagem:

Vidussi Collio Pinot Grigio – 2009

Produtor: Vidussi by Montresor
Origem: Friuli-Venezia Giulia, Itália
Visual: Amarelo ouro.
Olfato: Pêra, maçã verde, terra e leve floral.
Paladar: Aparecem as mesmas características do olfato, mescladas com um discreto toque de mel. Possui média acidez e bom corpo.
Outras considerações: Sua graduação alcoólica é de 12,5%. Elaborada com 100% da uva branca Pinot Grigio, a bebida teve estágio de seis meses em inox e mais dois meses em garrafa.

Classificação: Bom
Faixa de preço: R$ 50 a R$ 60
Onde encontrar: No Recife, no Empório Netuno.


Montresor Castel San Pietro Valpolicella DOC – 2009

Produtor: Cantine Giacomo Montresor.
Origem: Verona, Itália.
Visual: Cor granada, com reflexos laranja.
Olfato: Frutas escuras, leve menta e amêndoas.
Paladar: Um vinho leve e sedoso, com notas de frutas, especiarias e um leve tostado.
Outras considerações: Muito fácil e agradável de tomar. Vai bem tanto com pratos mais robustos, como carnes vermelhas, quanto com mais leves, como uma pizza margherita. O teor alcoólico é de 12,5%. Em sua composição, entram as uvas permitidas na denominação Valpolicella, que são Corvina, Rondinella e Molinara.

Classificação: Muito Bom (Boa compra)
Faixa de preço: R$ 30 a R$ 35
Onde encontrar: No Recife, no RM Express.

Montresor Recioto Re Teodorico DOC – 2007

Produtor: Cantine Giacomo Montresor.
Origem: Verona, Itália.
Visual: Cor rubi escura.
Olfato: Adocicado, com notas de frutas vermelhas em compota e fruta passa.
Paladar: Muito equilibrado na boca, trazendo novamente as mesmas impressões do nariz. Doçura na medida certa, sem ser enjoativo.
Outras considerações: Produzido com as cepas permitidas na denominação Valpolicella, que são Corvina (60%), Rondinella (30%) e Molinara (10%), secadas em caixas por quatro meses. A maceração dura 20 dias, quando o bagaço é separado e a fermentação continua em pequenos barris de madeira, parando naturalmente. O açúcar residual é de 100 gramas por litro. A graduação alcoólica é de 14,5%. Harmoniza bem com chocolate e doces de frutas vermelhas.

Classificação: Muito Bom/Excelente.
Faixa de preço: R$ 200
Onde encontrar: No Recife, na própria Cantu. (81) 3455-3944