sexta-feira, 15 de julho de 2011

Cavas promove 25° encontro em grande estilo

A Confraria Amigos do Vinho do Vale do São Francisco (Cavas) reuniu ontem no restaurante Leite, no Recife (o mais antigo do Brasil, fundado em 1882), um público recorde de mais de 120 confrades no seu 25º encontro. A noite foi regada com os vinhos luso-brasileiros do grupo Global Wines/Dão Sul, que desenvolve o projeto Vinibrasil em Lagoa Grande, município pernambucano do Vale do São Francisco, produzindo, entre outras marcas, os vinhos Rio Sol.

Surpresas não faltaram no animado encontro, organizado pelos primos Ricardo e Sampaio Lustosa. A primeira delas foi uma apresentação do cantador Santanna. Nascido em Juazeiro do Norte, Ceará, o artista exaltou o sertão com palavras e homenageou Pernambuco cantando o hino do Estado, devidamente acompanhado de um sanfoneiro.

Santanna ainda cantou a amizade, tema do encontro, que mais tarde foi comentado pelo confrade Tadeu Alencar, secretário da Casa Civil de Pernambuco. O encontro seguiu com algumas palavras do enólogo do Instituto do Vinho Vale do São Francisco (Vinho Vasf), Francisco Amorim, e do diretor da Vinibrasil, o português João Santos.

Outro momento interessante do evento (inusitado, até), foi uma “sabrage” (técnica de abertura de garrafa de espumante com um sabre) feita pelo confrade Gustavo Lustosa. Ele fez a “degola” vestido à moda dos cangaceiros. Os participantes, que se divertiram com a novidade, batizaram o feito de “faconage”, em alusão aos facões utilizados pelos sertanejos.

Nos próximos posts, saiba mais sobre a Vinibrasil/Rio Sol e confira os comentários do jantar harmonizado.