sexta-feira, 23 de dezembro de 2011

Dicas: vinhos para o Natal


Não dá pra passar o Natal sem dar aquelas dicas básicas sobre os vinhos que podemos harmonizar com a ceia. Já fiz isso aqui no blog antes, mas depois de novas experimentações, algumas sugestões vão surgindo e outras já não parecem tão boas. Portanto, vamos dar uma recapitulada sobre o assunto:

UM VINHO SÓ PARA TODA A REFEIÇÃO:
A dica continua sendo um bom espumante brut. Ele vai combinar com as entradinhas e pratos de peixes ou frutos do mar e também com os alimentos mais gordurosos, por conta de sua acidez. Só evite com a sobremesa.

PERU:
O prato mais tradicional da noite pede um tinto leve, com pouco tanino, com os elaborados com a uva Pinot Noir ou Carmenère. Vai também com um branco mais encorpado, porém sem estágio em madeira. Pode ser um Chardonnay.

TENDER:
Trata-se de um prato defumado, que normalmente vem acompanhado de um molho adocicado. Prove com um vinho tinto frutado, não muito potente e com boa acidez. Um Pinot Noir do Novo Mundo ou um Chianti vão bem.

BACALHAU:
Para este tipo de prato você pode optar por brancos ou tintos. Os brancos, de preferência, devem ser mais encorpados e com boa acidez, como um branco alentejano. Se preferir um tinto, escolha um mais leve, como um Merlot, Pinot Noir ou um Rioja Gran Reserva. Alguns preferem acompanhar bacalhau com Vinho Verde, mas eu acho que o sabor do bacalhau “passa por cima” da bebida, que tem pouco corpo.

PORCO:
Para lombo, escolha um tinto leve, como um Merlot ou um Tempranillo, ou ainda um branco de corpo médio e boa acidez. Já para pernil, a ideia é saborear junto com um tinto encorpado, como um Shiraz ou português da Bairrada.

SOBREMESAS:
Para as sobremesas com frutas, escolha um espumante moscatel. Para as com chocolate, vinho do Porto. As cremosas vão bem com os late harvest. Bolos e panetones podem ser apreciados com um Moscatel de Setúbal.