quinta-feira, 26 de janeiro de 2012

Brasil ajuda a segurar vendas de Champagne

Graças à exportação para a Inglaterra, Estados Unidos, Brasil e China, as vendas de Champagne conseguiram resistir à crise econômica em 2011.

Atualmente, Inglaterra e Estados Unidos são os principais consumidores da bebida. Mas países considerados emergentes, como Brasil e China, ajudaram a segurar as exportações.

O Comite Interprofessionel des Vins de Champagne (CIVC) espera que as vendas cresçam 2% cento anualmente nos próximos três anos, considerando a crise econômica na Europa.Cerca de 330 milhões de garrafas da bebida foram exportadas em 2011, ano em que os preços subiram de 3% a 5%, em média.

Segundo o CICV, o consumo de Champagne na França deve permanecer estável. Porém, na Inglaterra, devido a medidas governamentais que vêm apertando o orçamento, as vendas devem despencar. Resta ao Brasil e à China, em sua boa fase, ‘segurarem a onda’.

*Com informações da Reuters.