segunda-feira, 16 de abril de 2012

Ramirana Valle del Huasco: o incrível vinho do deserto

Semana passada, estive no Chile a convite da importadora Cantu, junto com um grupo de jornalistas e blogueiros brasileiros, para conhecer a vinícola Ventisquero. Vários comentários sobre a viagem serão feitos aqui no blog, mas eu estava particularmente ansiosa para falar sobre este inusitado vinho que conquistou o meu paladar: o Ramirana Gran Reserva Sauvignon Blanc 2011, elaborado com uvas plantadas no Vale de Huasco, localizado no deserto de Atacama.

Conforme explicou o enólogo Alejandro Galaz (foto abaixo), trata-se de um novo terroir, que fica localizado a 22 quilômetros da costa (cerca de 160 quilômetros ao norte do vale de Elqui). Com clima muito seco e solos rochosos, a região recebe a brisa que sopra do Pacífico, que traz um alto nível de salinidade – característica conferida sutilmente aos vinhos. Com esses fatores extremos, as plantas parecem tornar-se mais fortes, dando origem a um novo estilo de vinho, bastante fresco e com ótima acidez.

Tive a oportunidade de provar ainda o Ramirana Chardonnay de Huasco, que também é um excelente vinho, porém ainda não engarrafado. Segundo Galaz, também está em elaboração um Pinot Noir e um Syrah com as uvas de Huasco.

Voltando para o Sauvignon Blanc, apenas 200 garrafas do vinho foram colocadas à venda. Nem na própria vinícola existe mais para comercialização. Depois de provar o vinho, tratei de conseguir uma garrafa na loja El Mundo del Vinho, em Santiago, onde ainda restam poucas unidades.

Confira a avaliação:

De cor amarelo palha brilhante, apresenta notas minerais muito evidentes, pimentão, ervas e aroma de grama cortada. Na boca, a acidez é marcante. Tem médio corpo e um belo frescor, trazendo de volta as sensações sentidas no olfato, principalmente as minerais. Tem 13% de graduação alcoólica.

Classificação: Excelente/Excepcional
Faixa de preço: R$ 55 (El Mundo Del Vino, Chile)