quarta-feira, 16 de maio de 2012

O que o Château Pourcieux Rosé tem?

Relembrando a Expovinis 2012, resolvi escrever sobre o sucesso deste vinho rosé, eleito pelo quinto ano o melhor da categoria na feira. Já tive a oportunidade de provar diferentes safras do rótulo e todas elas repetem a mesma delicadeza e frescor. Sendo que para mim, a safra de 2011 (atual) ainda parece mais mineral.

Este ano, tive a oportunidade de conversar com o marquês Michel d’Espagnet (foto), produtor do Château Pourcieux Rosé, e perguntar o que o seu vinho tem que os outros não têm. Ele desconversa e responde simplesmente: “amor”. Para Michel, o terroir da Provence é perfeito para aquele tipo de vinho, e que aproveitam o máximo o que o lugar dá para produzir um vinho fresco, com boa fruta e acidez.

Suas sugestões de harmonização para a bebida são pratos de frutos do mar, principalmente camarão e lagosta, ou ainda uma opção mais ousada que ele diz apreciar bastante: costela suína na brasa.

Confira a avaliação do blog sobre o rosé ganhador da Expovinis 2012, provado no estande da importadora Cantu:

Château Pourcieux Rosé – 2011 

Produtor: Château de Pourcieux. Origem: Côtes de Provence, França. Visual: Rosado claro e brilhante.
Olfato: Delicado, com predominância de frutas vermelhas de bosque, como morango e framboesa, além de um fundo mineral.
Paladar: Fresco e frutado, com ótima acidez e boa persistência. Repete as características sentidas no aroma. Outras considerações: Elaborado com uvas das variedades Syrah, Grenache e Cinsault. A graduação alcoólica é de 12,8%.

Classificação: Excelente.
Faixa de preço: R$ 70 [Importado pela Cantu].