quarta-feira, 29 de agosto de 2012

Dia de nhoque da sorte (e de um bom vinho, é claro!)

Por: Luciana Torreão 

Como é de praxe, todo dia 29 é dia de comer nhoque! Seja pela boa sorte ou pela simples vontade de comer, muita gente não larga essa tradição. Diz-se que é pra comer sete pedacinhos de nhoque com uma moedinha ou nota de dólar embaixo do prato, de pé, somente com o pé direito no chão e fazer um pedido pra cada garfada. É pra guardar a nota ou moeda até o próximo dia 29 na carteira, para garantir a fartura o mês todo! Na dúvida, não custa nada fazer a mandinga.

Mas, você sabe de onde veio essa história? Em meados do final do século III e início do século IV, na Itália, um andarilho que andava por tudo que é lugar bateu à porta de um casal. Com fome, pediu comida e os mesmos o convidaram a jantar. Como eram muito pobres, o único alimento que tinham naquela ocasião era o nhoque de batata. Eles dividiram o que tinham, dividindo sete pedaços para cada um. O andarilho comeu, agradeceu e foi embora. Depois que ele saiu, o casal foi tirar a mesa e encontrou moedas de ouro embaixo dos pratos. Foi daí que surgiu a lenda em cima do médico do imperador romano Maximiniano, que mais tarde foi canonizado pela igreja católica como São Pantaleão.

Histórias à parte, nada melhor do que preparar uma receita desse prato e beber com um bom vinho. Se não sabe cozinhar, agende logo sua ida ao restaurante que possui essa massa no cardápio. E, se ao se deparar com a carta de vinhos ou prateleira de vinhos do supermercado ou loja especializada você não sabe que rótulo comprar, existem algumas dicas. Por ser tipicamente italiano, o nhoque casa muito bem com vinhos tintos italianos, que normalmente têm boa acidez e combinam com molho de tomate. Um Chianti é uma boa pedida!

Outros tipos de vinho que podem cair bem são os feitos com as uvas Pinot Noir, Merlot ou Carmenère. Agora, se a sua escolha foi por um nhoque ao molho de queijos, uma ótima opção é um espumante brut ou ainda um branco da uva Chardonnay. Ou use sua criatividade, mude tudo, inove, experimente e conte para a gente como foi! Quer uma receitinha para fazer em casa? Segue a sugestão :

Nhoque 
[Fonte: Terra Culinária]

Ingredientes: 
sal a gosto
30 g de manteiga
1,5 kg de batata média descascada
250 g de farinha de trigo peneirada
3 xícaras (chá) de molho à bolonhesa pimenta-do-reino a gosto
100 g de queijo parmesão ralado 3 colheres (sopa) de fermento em pó
3 gemas de ovo
3/4 de xícara (chá) de água fervente

Modo de Preparo: 
Coloque as batatas em um recipiente refratário fundo, despeje a água fervente, cubra e leve ao forno em potência alta por 20 minutos, até que as batatas estejam macias. Mexa a cada 8 minutos. Retire-as do microondas, escorra bem e amasse-as com manteiga até até obter uma massa lisa. Junte o queijo, a farinha, o fermento e as gemas.

Tempere com sal e pimenta. Divida a massa em partes, modele-as formando rolos de 1 cm de diâmetro e corte-as em pedaços de de 2,5 cm. Conserve os nhoques em superfície enfarinhada para que não grudem. Em um refratário fundo coloque a metade da água e leve-a ao forno para ferver. Coloque 1/2 dos nhoques na água e leve ao forno na potência alta por 6 minutos ou até que subam à superfície, mexendo com cuidado, na metade do tempo.

Retire do microondas e escorra-os com cuidado, colocando-os sobre papel absorvente. Leve a água novamente ao forno para aquecer por 2 a 3 minutos. Cozinhe outra porção de nhoque e proceda da mesma maneira. Para cozinhar a terceira parte dos nhoques, renove a água, utilizando a outra metade que ficou reservada. Depois de todos os nhoques cozidos, coloque-os em uma fôrma refratária intercalando com o molho. Polvilhe com queijo ralado e leve ao forno para aquecer por 3 minutos.