quarta-feira, 19 de setembro de 2012

A curiosa história do Guaraná “Champagne”


Criado em 1921, o Guaraná Antarctica, refrigerante símbolo do Brasil, foi batizado inicialmente de Guaraná “Champagne” Antarctica. Mas por que será que ele era chamado de Champagne?

A história da marca, criada pela Companhia Antarctica Paulista e hoje pertencente à AmBev, registra que o nome da bebida vinha do “agradável sabor, sem a adstringência e o amargor natural da fruta”. Também ressalta que sua principal característica era ser um refrigerante natural, que se tornou padrão da categoria e líder absoluto do segmento.

Fora isso, as bolhinhas de gás carbônico e a coloração amarelada do Guaraná ainda contribuíam para lhe dar alguma semelhança ao Champagne, espumante francês produzido na região homônima.

Até os cartazes de propaganda da época ilustravam o Guaraná com uma embalagem parecida ao de Champagne, principalmente nos elementos do rótulo.

Em 2002 a AmBev, faz uma reformulação do nome da marca, que passa a se chamar “Guaraná Antarctica”, tornando-se o único refrigerante sabor guaraná da nova empresa. Atualmente, a bebida encontra-se entre as quinze marcas de refrigerantes mais vendidas no mundo.

Fala-se que até hoje a fórmula do Guaraná Antarctica é secreta, guardada a sete chaves.

Confira mais aqui.