sexta-feira, 23 de novembro de 2012

Doze chefs e um segredo...revelado!

Por Luciana Torreão


Doze chefs e um desafio. Mas o segredo acabou e o vencedor foi revelado: um baiano levou o grande prêmio do 1º Desafio Queulat, promovido pela Viña Ventisquero e Cantu Importadora. O chef Leonardo Roncon (foto), do All Saints Contemporâneo, de Salvador foi o campeão. Ele conquistou 1438,05 pontos após apresentar os pratos Gellé de Queulat Gran Reserva Sauvignon Blanc (entrada), Gellé de Queulat Gran Reserva Chardonnay (prato principal) e Gellé de Queulat Gran Reserva Carménère (sobremesa).

O evento aconteceu entre os meses de outubro e novembro nas cidades de Recife, Fortaleza, Natal e Salvador. O resultado foi apresentado Hugo Salvestrini, gerente de vinhos de alta gama e enólogo da Viña Ventisquero. O restaurante vencedor de cada etapa receberá certificado. Já o chef Leonardo Roncon ganhou uma passagem para o Chile, para visitar a Viña Ventisquero.


Carla Chakrian (Recife), Charles Alexandrini (Fortaleza) e Roberta Hunka & Severo Marques (Natal)
A segunda colocação no ranking do 1º Desafio Queulat ficou com Natal e os chefs Roberta Hunka e Severo Marques, do Restaurante Dois. Carla Chakrian, do Ça Va garantiu o terceiro lugar para Recife, seguida por Charles Alexandrini, que colocou Fortaleza em quarto lugar. O júri de cada cidade foi formado por jornalistas enogastronômicos e um representante da Cantu Importadora que julgaram as harmonizações apresentadas com notas de 0 a 100.  O desafio consta na seguinte metodologia: cada chef convidado recebeu três rótulos diferentes da linha Queulat, determinados por sorteio, e tiveram a missão de elaborar pratos para harmonizar com os vinhos.

Parabéns a todos pelo sucesso do Desafio. Mas, para a organização do evento fica uma dica: da próxima vez, usar no juri as mesmas pessoas para todas as etapas. Afinal, quem experimentou os pratos de Natal ou Fortaleza, não saberá fazer comparação com o que foi preparado pelos chefs de Recife, por exemplo. O julgamento ficaria mais justo e seria uma análise comparativa com o todo, feita por pessoas com os mesmos referenciais.