quarta-feira, 9 de janeiro de 2013

As boas do vinho argentino: Zuccardi


Num finalzinho de tarde, chegamos à simpática vinícola Zuccardi, localizada em Maipú, Mendoza, onde fomos recebidos pelo jovem e entusiasmado Sebástian Zuccardi (foto), engenheiro agrônomo e enólogo responsável pelos vinhedos. Ele é o filho mais velho do experiente enólogo José Alberto Zuccardi, com quem também tivemos a chance de conversar mais tarde.

A história da empresa começou um pouco antes de 1950, com a vinda para Mendoza do engenheiro Alberto Zuccaridi, proveniente da região de Tucumán. No início da década de 60, ele implantou um vinhedo em Maipú, com a intenção de mostrar aos produtores da área os benefícios de um sistema de irrigação criado por ele. Mais tarde, aquilo se tornaria a sua grande paixão.

Na década de 80, já com José Alberto integrando o time, os Zuccardi apostaram na reconversão dos seus vinhedos para produzir variedades vitivinícolas de alta qualidade. Foi criada então a conhecida marca Santa Julia, em homenagem à única filha de José Alberto.

Já no ano 2000, Sebástian assume a dianteira nas plantações, enquanto o seu irmão mais novo, Miguel, começa em 2004 um projeto de elaboração de azeites de oliva extra (aprovadíssimos, vale salientar), que logo conseguiram reconhecimento no mercado.

Atualmente, possuem quatro linhas de vinhos: Zuccardi, Santa Julia, Fuzion e Malamado (fortificados). Com vinhedos em cinco regiões distintas de Mendoza, eles utilizam 60% de uvas próprias e o restante de outros produtores. “Nossos objetivos são qualidade, inovação, cuidado com o meio ambiente e ser úteis na comunidade onde estamos inseridos”, conta Sebástian Zuccardi.

Toda essa dinâmica pode ser conferida em algumas iniciativas da empresa, enumeradas pelo próprio Sebástian. Eles possuem, por exemplo, 200 hectares de vinhedos orgânicos e ainda uma área de cultivo com 40 variedades experimentais, que não existem em outros lugares da Argentina.

Em busca de qualidade, todas as sextas-feiras promovem uma prova às cegas comparando os seus vinhos com os dos produtores concorrentes. Procuram utilizar pouca madeira no vinho para preservar as suas características naturais. Além dos tanques de aço inox, também possuem tanques de concreto, que segundo a opinião de alguns, dão mais vida ao vinho.

Depois de um passeio pela bodega, com direito a dar uma olhada na exposição de arte que eles promovem no local, fomos à sala de provas onde pudemos degustar vinhos de terroirs distintos, de safras que ainda não estão no mercado, com direito a uma bela aula sobre solos.

Depois disso, partimos para uma mini-feira onde provamos além dos rótulos da Zuccardi, vinhos dos produtores Dominio del Plata, Trivento, Finca Flichman e Escorihuela Gascón, sobre os quais eu comento em um próximo post. Agora, falarei sobre alguns vinhos da Zuccardi:

Zuccardi Q Tempranillo - 2009

Produtor: Zuccardi
Origem: Santa Rosa, Mendoza, Argentina.
Visual: Rubi brilhante.
Olfato: Notas de frutas vermelhas do bosque, baunilha, cocada preta e fumo.
Paladar: Bastante agradável e equilibrado, de taninos macios. Além das características sentidas no nariz, mostra também café e leve picante.
Outras considerações: Elaborado 100% com a uva Tempranillo cultivada no vinhedo de Santa Rosa, que possui mais de 30 anos de idade. O vinho amadureceu 12 meses em carvalho americano novo. Tem 14% de álcool.

Classificação: Excelente.

Zuccardi Q Malbec - 2010

Produtor: Zuccardi
Origem: Mendoza, Argentina.
Visual: Rubi violáceo.
Olfato: Aromas agradáveis, envolvendo notas florais e de fruta vermelha madura.
Paladar: Traz toques de café e chocolate, junto com as mesmas sensações do olfato. Equilibrado e de médio corpo. Final prolongado.
Outras considerações: Elaborado com uvas Malbec dos vinhedos de La Consulta, Vista Flores e Agrelo. Teve maturação foi de 12 meses em carvalho francês de média tosta. Sua graduação alcoólica é de 14,5%.

Classificação: Muito Bom.

Zuccardi Zeta - 2009

Produtor: Zuccardi
Origem: Mendoza, Argentina.
Visual: Cor rubi com tons violáceos.
Olfato: Boa complexidade. Envolve fruta vermelha madura, baunilha, tabaco e especiarias.
Paladar: Equilibrado, sobressaem-se notas apimentadas e da fruta. Tem bastante corpo e boa acidez.
Outras considerações: Elaborado com uvas Malbec de La Consulta (60%), Cabernet Sauvignon de Tupungato (20%) e Tempranillo de Santa Rosa (14%). Estagiou 14 meses em barricas de carvalho francês. Tem 15% de álcool.

Classificação: Excelente.