quarta-feira, 2 de janeiro de 2013

Rótulo português sinaliza temperatura ideal do vinho


Para quem não sabe a temperatura ideal para servir vinhos, em Portugal, agora é possível contar com rótulos impressos com tinta "termocromática", que identificam o momento ideal de consumir a bebida. A tecnologia está presente nas garrafas dos vinhos brancos e rosés da Casa Agrícola Alexandre Relvas (CAAR), no Alentejo. A princípio, a tinta termocromática será aplicada nos rótulos dos melhores vinhos da empresa, que são os vinhos branco e rosé da linha Montinho São Miguel. Passado o período de testes, será aplicado em outros rótulos.

A composição reage quando é submetida a uma temperatura inferior a aproximadamente nove graus, passando de transparente para azul. Aparentemente, os rótulos são iguais aos outros e, segundo Alexandre Relvas, o que os distingue é terem uma tinta que muda de cor quando o conteúdo da garrafa está entre oito e 11 graus, temperatura considerada apropriada para consumir os vinhos rosés e brancos.

A novidade já deu bons resultados à linha de vinhos Montinho São Miguel, e proporcionou às vendas  aumento de 20%, em relação ao mesmo período em 2001, quando o crescimento foi de 10%, um número significativo, desde então.

A tecnologia destes rótulos já é utilizada por algumas marcas de cervejas, mas no setor de vinhos, é novidade. O proprietário da vinícola, Alexandre Relvas explica que já existe outro produtor português usando algo semelhante, mas com outro tipo de tinta.

A gente torce para que outras vinícolas sigam o exemplo e tragam esta novidade pra cá também. É esperar para ver, o consumidor agradece.

1 comentário

Copo de Salto Alto disse...

Atenção que também há um pequeno produtor que usa esta mesma tecnologia há algum tempo... Um Sauvignon Blanc de nome Camaleão :)

http://fugas.publico.pt/Prova/288952_camaleao-sauvignon-blanc-2010

Boa continuação !