quinta-feira, 10 de janeiro de 2013

Tradição de pisar as uvas com os pés ainda é mantida em Portugal


Poucas vinícolas ainda utilizam a tradição milenar e artesanal de pisa a pé. O método consiste em prensar as uvas com os pés para extrair o mosto (suco), que posteriormente irá fermentar e se transformar em vinho. A prática ainda pode ser observada, por exemplo, em vinícolas do Douro e do Alentejo, em Portugal, onde a pisa acontece em antigos lagares de pedra.

A diferença entre a pisa a pé e o uso de prensas mecanizadas é que o calcanhar humano proporciona um elevado nível de extração, não apenas de cor, mas também de outros componentes essenciais à boa qualidade ao vinho. Já a prensagem mecânica pode extrair alguns elementos indesejados, dando gosto amargo ou herbáceo ao vinho.

Como a pisa a pé é dispendiosa e demorada, alguns produtores trataram de adotar técnicas que se assimilam a tal método. Por isso, foram inventadas as pisas mecânicas ou robóticas que simulam os movimentos dos pés humanos.

Mesmo assim, para os seus vinhos de melhor qualidade, algumas vinícolas preferem manter a velha tradição.

Confira alguns produtores portugueses que ainda utilizam a pisa a pé:

Bacalhôa - Setúbal
Bago de Touriga – Douro
Grahams - Douro
Herdade do Esporão – Alentejo
Mouchão - Alentejo
Pinhal da Torre - Tejo
Quinta do Crasto – Douro
Quinta do Mouro - Alentejo
Quinta do Vallado - Douro