quarta-feira, 2 de outubro de 2013

Enotour na Serra Gaúcha: Vallontano

Fotos: Jane Prado

A primeira degustação “oficial” do tour enológico pela Serra Gaúcha foi dos vinhos Vallontano. A prova aconteceu no Hotel & SPA do Vinho Caudalie, com a presença do enólogo Luís Henrique Zanini e da proprietária da vinícola, Ana Paula Valduga.

A Vallontano é uma empresa familiar que fica no Vale dos Vinhedos, na Serra Gaúcha, onde possui sete hectares de vinhedos. Inaugurada no ano de 2000, é uma vinícola familiar, de equipe enxuta, mas com a filosofia de elaborar vinhos especiais, de forma considerada artesanal. “Não falamos em tecnologia, mas em técnica”, explica Ana Paula.

“Costumamos brincar dizendo que nossa proposta é ‘terroirista’ (referente a terroir). Buscamos trabalhar da maneira menos intervencionista”, diz Luís Henrique Zanini. A produção anual da Vallontano é de cerca de 40 mil garrafas por ano. Deste total, 60 a 70% de são espumantes.

A Vallontano se orgulha de ser a única vinícola brasileira no portfólio da importadora Mistral, uma das mais conceituadas do país.

Confira a avaliação dos rótulos provados:

Vallontano Tempranillo Rosé 2013

Tipo: Rosé.
Produtor: Vallontano.
Origem: Serra Gaúcha, RS, Brasil.
Visual: Cor cereja, brilhante.
Olfato: Frutas silvestres, como morango e framboesa. Também apresenta notas florais e de ervas.
Paladar: Leve, refrescante, seco. Mais austero que no nariz.
Outras considerações: O mais novo vinho da Vallontano é elaborado a partir de uvas da variedade Tempranillo cultivadas nos Caminhos de Pedra, na Serra Gaúcha. Sua maceração (contato com as cascas) foi de 12 horas. Apenas 1.400 garrafas foram produzidas. A graduação alcoólica do vinho é de 11%. Ponto para a bela garrafa e para o bonito design do rótulo.

Classificação: Bom.
Média de preço: R$ 60.

Vallontano Tannat Reserva 2009

Tipo: Tinto.
Produtor: Vallontano.
Origem: Serra Gaúcha, RS, Brasil.
Visual: Cor rubi brilhante com traços violeta.
Olfato: Fruta vermelha madura, baunilha, notas especiadas.
Paladar: Médio corpo, equilibrado.
Outras considerações: Tannat fresco e ainda jovem. Tem potencial de guarda. O vinho 12 meses em barricas e descansou mais oito meses em garrafa antes de sair para as prateleiras. Seu teor alcoólico é de 13%.

Classificação: Bom.
Média de preço: R$ 38.