quarta-feira, 9 de outubro de 2013

Um breve panorama da safra brasileira de 2013

Fotos: Jane Prado

A 21ª Avaliação de Vinhos do Brasil, realizada há poucos dias, em Bento Gonçalves (RS), revelou um interessante panorama da atual vitivinicultura do sul do país.

Variedades ainda pouco conhecidas por aqui, como Teroldego*, Marselan** e Ancellotta***, vêm ganhando prestígio e também reconhecimento. Tanto é que várias amostras feitas com essas uvas tintas foram selecionadas e algumas terminaram ficando entre as mais representativas da safra.

Em visita a vinícolas durante a época da avaliação, também pude perceber o investimento em outras variedades, tais como Pinot Noir (para produção de tintos), Malbec, Torrontés e Tempranillo. O produtor que mais teve vinhos indicados para a premiação foi a Vinícola Perini, com 16 amostras. Destas 16, duas foram de Ancellotta e duas de Marselan.

Confira as indicações e premiações destas variedades:

- Teroldego = 03 indicações | 02 vencedores (Vinícola Monte Rosário e Vinícola Don Guerino)
- Marselan = 05 indicações | 01 vencedor (Vinícola Dom Cândido)
- Ancellotta = 02 indicações
- Malbec = 01 indicação | 01 vencedor (Vinícola Almaúnica)
- Tempranillo = 01 indicação

TRADIÇÃO – Por outro lado, percebi que as variedades Chardonnay, Merlot e Cabernet Sauvignon mantiveram seus espaços (assim como a Pinot Noir, para a produção de espumantes). Tannat e Cabernet Franc se mantiveram entre os indicados, mas apenas um vinho Cabernet Franc foi premiado (Vinícola Salton). Fiquei surpresa com o número relativamente baixo de premiações para amostras com a uva Tannat, uma vez que esta casta vem me surpreendendo positivamente, principalmente depois que conheci  a região da Campanha Gaúcha, onde ela se adaptou muito bem.

No total, 309 amostras foram inscritas este ano na avaliação. Destas, 96 foram pré-selecionadas como indicadas e apenas 16 receberam a distinção de “mais representativa da safra”.

Confira aqui a lista das vencedoras.

*Teroldego: variedade italiana tinta da região do Trentino que produz vinhos robustos.

**Marselan: uva tinta originária de um cruzamento entre as variedades francesas Cabernet Sauvignon e Grenache. É bastante cultivada na região do Languedoc. Seus vinhos têm coloração viva, são aromáticos e mostram potencial de guarda.


*** Ancellotta: casta tinta italiana da Emilia-Romagna, Itália. Pouco conhecida até no seu país de origem.