quinta-feira, 3 de outubro de 2013

Vale dos Vinhedos tem 15 vinhos aprovados para receber selo de Denominação de Origem

Fotos: Lucinara Masiero / Conceitocom Brasil

O Conselho Regulador da Denominação de Origem do Vale dos Vinhedos, no Rio Grande do Sul, avaliou ontem 16 amostras de vinhos da região. Destas, somente uma não foi recomendada, tendo o prazo de uma semana para recurso. 14 delas são da Safra 2013. As outras duas são solicitantes de renovação do certificado.

Os rótulos que vão sair com o selo da DO Vale dos Vinhedos (DOVV) são das seguintes vinícolas:

- Almaúnica
- Don Laurindo
- Miolo
- Larentis
- Casa Valduga
- Cave de Pedra
- Dom Cândido

As 15 amostras aprovadas representam 245 mil litros de vinhos e espumantes. O consumidor vai precisar esperar até 2015 para provar os tintos. Já os brancos e espumantes já começam a chegar ao mercado ainda este ano. As duas amostras que renovaram o certificado chegarão ao mercado durante o mês de novembro. São elas: Miolo Espumante Millésime Brut 2012 e Miolo Couvée Giuseppe (Merlot / Cabernet Sauvignon) 2012.

A renovação da DOVV confirma a identidade já aprovada em anos anteriores, exigida toda vez que a bebida está engarrafada e pronta para chegar ao mercado.

A sessão de degustação, realizada no Laboratório de Análise Sensorial da Embrapa Uva e Vinho, considera a qualidade da cor, aroma e paladar, além da tipicidade dos vinhos atribuída pela variedade e pela região. Este processo é realizado não apenas para comprovar o enquadramento no regulamento de uso da DOVV, mas também serve como uma importante ferramenta de feedback para qualificação contínua a ser utilizada pelas vinícolas participantes.

“O consumidor pode aguardar tintos surpreendentes e brancos e espumantes excelentes, o que comprova o nível dos produtores do Vale que já entenderam a importância e os benefícios da DO”, destacou o o diretor técnico da Associação dos Produtores de Vinhos Finos do Vale dos Vinhedos (Aprovale) Márcio Brandelli, membro do Conselho Regulador.

O Vale dos Vinhedos é o dono da primeira certificação de Denominação de Origem de Vinhos do Brasil. A DO foi conquistada em setembro de 2012.