terça-feira, 3 de dezembro de 2013

Vinhos da Aurora com Indicação de Procedência Pinto Bandeira fazem bonito na taça

Fotos: Jane Prado

Na última viagem que fiz ao Rio Grande do Sul, tive a oportunidade de conhecer o Centro Tecnológico da Cooperativa Vinícola Aurora, localizado no município de Pinto Bandeira. Lá, eles possuem 16 hectares plantados com as uvas Chardonnay, Pinot Noir e Riesling. Fomos recebidos pelo enólogo Flávio Ângelo Zílio (foto abaixo), que garantiu que um dos melhores vinhedos do Rio Grande do Sul está naquela localidade.


“A Aurora tem feito um trabalho para melhorar os seus produtos”, explicou ele, apontando a busca de maior qualidade das uvas dos produtores parceiros, melhoria da estrutura física da vinícola antiga, além de investimento em tecnologia e capital humano.


Considerada a maior vinícola do Brasil, a Aurora faturou R$ 230 milhões em 2012. Este ano, espera faturar 10% a mais em relação ao ano anterior. O suco de uva é o carro chefe das vendas, significando 35% do faturamento. Outro grande destaque de vendas é o espumante, com três milhões de litros produzidos por ano.


Na visita, provamos três vinhos elaborados pela Aurora com Indicação de Procedência (IP) Pinto Bandeira. Todos bastante interessantes. Confira:

Aurora Chardonnay Pinto Bandeira 2011


Este foi o primeiro vinho da Aurora que recebeu o selo de IP Pinto Bandeira. Sua coloração é amarelo ouro, com aromas que lembram abacaxi e notas tostadas. O paladar é de boa acidez, com final longo e leve amanteigado. A bebida estagiou três meses em madeira.

Classificação: Muito Bom.
Média de preço: R$ 41

Aurora Chardonnay Pinto Bandeira 2012


Mais fresco que o da safra anterior, traz aromas delicados de frutas brancas e abacaxi. A coloração é amarelo ouro e exibe na taça leve gaseificação. O sabor repete as impressões do nariz e revela ainda um toque de aspargos. Também estagiou três meses em madeira.

Classificação: Muito Bom/Excelente.
Média de preço: R$ 41

Aurora Pinot Noir Pinto Bandeira 2013


Cor rubi bem claro e brilhante. Seu aroma revela notas de morango, caramelo e um discreto tostado, proveniente do amadurecimento de três meses em madeira. Em boca repete o tostado e exibe também toques de café, fruta fresca, fumo e leve herbáceo. Taninos presentes. Um Pinot Noir com boa tipicidade.

Classificação: Muito Bom/Excelente.
Média de preço: R$ 41