segunda-feira, 1 de setembro de 2014

O vinho da terra de Romeu e Julieta (#CBE)

Verona, localizada no Vêneto, norte da Itália, é lembrada mundialmente por ter sido o cenário da história de amor entre Romeu e Julieta, na peça escrita por William Shakespeare. Mas é também reconhecida por ser o lar do Valpolicella, vinho tinto leve e com pouco tanino elaborado com as uvas nativas Corvina, Rondinella e Molinara. Este clássico italiano foi a sugestão do confrade Alexandre Takei para ser o tema comentado hoje na Confraria Brasileira de Brasileira de Enoblogs (CBE). O meu rótulo foi o seguinte:


Valpolicella Classico Campo del Biotto 2012

Tipo: Tinto.
Produtor: Michele Castellani.
Origem: Vêneto, Itália.
Visual: Cor rubi de média intensidade.
Olfato: Exala jovialidade, com notas de frutas escuras frescas, como ameixa e amora, além de notas de mentol e especiarias.
Paladar: O sabor confirma as sensações sentidas no nariz. Taninos e acidez aparecem de forma equilibrada. De corpo médio, o vinho tem final longo e agradável.
Outras considerações: Elaborada com as uvas Corvina Veronese (70%), Rondinella (20%), Molinara (5%) e outras castas antigas típicas da região (5%), a bebida amadureceu em tanques de aço inox e apresenta 12,5% de álcool.

Classificação: Bom.
Média de preço: R$ 75 (Importadora Decanter)