segunda-feira, 15 de setembro de 2014

Riedel comprova porque a taça faz diferença na hora da degustação

Tive a oportunidade de participar semana passada de uma demonstração da marca de cristais austríaca Riedel, referência mundial em taças para vinhos, em parceria com a importadora Mistral. O encontro aconteceu na Casa dos Frios, no Recife, com a presença da brand manager Cristina Geremias (foto).


A intenção era comprovar que a taça correta pode causar uma sensação completamente diferente e prazerosa na degustação de um vinho.

Antes de comprovar a teoria, Cristina falou sobre a história da marca, que começou há mais de 250 anos com o fabricante de vidros Christoph Riedel. O negócio atravessou 11 gerações, sempre nas mãos da mesma família. Mas foi na década de 50, com Claus Riedel, que a marca deu o “pulo do gato”, desenvolvendo a série Sommeliers, com copos especialmente desenvolvidos para realçar tipos de vinhos específicos.

Na década de 80, Georg Riedel aperfeiçoou o fabrico das peças desenvolvendo copos mais resistentes, porém de qualidade superior. Em 2004, a Riedel se tornou proprietária da empresa vidreira alemã Nachtmann, país onde instalou a sua produção mecânica. Além da Nachtmann, a Riedel também é proprietária da Spiegelau.

Mas como a Riedel consegui se tornar símbolo de excelência em cristais para vinhos? Nada melhor do que a prática para responder à pergunta. Com diferentes copos da linha para restaurantes dispostos à frente de cada participante, Cristina passou a conduzir uma degustação diferente, lembrando um show de mágica - porém totalmente baseada em conceitos de física e química.


Ela fez os presentes passarem um Catena Chardonnay 2012 (vinho branco maturado em carvalho) por diferentes taças, inclusive de plástico, para mostrar que dependendo do modelo do copo, os aromas somem e o vinho ganha caráter amargo na boca. Na taça Restaurant Chardonnay, o vinho aparece vívido, com características de mel, abacaxi, baunilha e nozes, além de acidez equilibrada e sabor frutado. A explicação é que neste tipo de taça o diâmetro da borda é mais largo para ressaltar a acidez da bebida.

O segundo teste foi com um Pinot Noir Montes Alpha 2012, um vinho com aromas de frutas do bosque, eucalipto e especiarias, paladar leve, com fruta expressiva e final prolongado. Depois de uma degustação perfeita na taça Restaurant Pinot Noir, Cristina nos fez transferir a bebida para uma taça de vinho branco. O resultado: surgiu um amargor que não havia sido sentido na taça adequada. Neste caso, a taça para Pinot Noir tem bojo largo e borda mais estreita, que ajuda a ressaltar a doçura e amenizar a acidez do tinto.


Num terceiro experimento, ela utilizou o australiano Domaine Tournon Mathilda Victoria 2012, elaborado com a uva Shiraz, servindo-o na taça modelo Restaurant Hermitage. Este modelo direciona o vinho para o centro da boca, ressaltando o seu corpo. A bebida, que traz notas de especiarias, frutas maduras e eucalipto, além de bom corpo, sabor fresco e frutado, ficou amarga na taça para Pinot Noir. A fruta percebida anteriormente também ficou mais fraca na taça inadequada.

Por último, o modelo Restaurant Cabernet Sauvignon, usado para degustar um Montes Alpha Cabernet Sauvignon 2012 - desenhado para ressaltar o corpo e acidez do vinho. Frutas maduras, menta, chocolate, eucalipto, café e tabaco aparecem no aroma da bebida. É um vinho carnudo no paladar, com sabor que remete às sensações do nariz. Em um outro copo, o vinho ganhou um amargor não sentido na taça correta.

Segundo Cristina Geremias, os copos Riedel têm um vidro com imperfeições microscópicas, projetadas para quebrar moléculas do vinho. “Por isso, não é necessário balançar as nossas taças para liberar os aromas”, explicou, ressaltando que a marca é a única no mundo que tem uma taça para cada tipo de varietal.

Por causa da sensação de “degustação perfeita”, a brand manager observou que a venda de vinho nos restaurantes que usam Riedel crescem 20% mesmo sem alterações na carta da bebida. “O primeiro gole já vende uma segunda garrafa”, comenta.

A Riedel também fabrica decanter especiais, com tecnologias inovadoras, além de copos específicos para destilados, como single malt wisky,conhaque e tequila, entre outros.