segunda-feira, 1 de dezembro de 2014

Monte Guelfo Chianti Classico DOCG 2011 (#CBE)

Como já é de praxe, no primeiro dia de cada mês comento aqui no blog o tema da Confraria Brasileira de Enoblogs (CBE). No último mês do ano, a sugestão foi do confrade Jorge Alonso (blog Contando Vinhos), que deu a seguinte sugestão para provarmos: “Um Chianti, valendo Classico, Riserva e qualquer sub região e sem limite de preço".

Lembrando que Chianti é uma Denominação de Origem Controlada e garantida (DOCG) da região da Toscana, na Itália. Os vinhos produzidos nesta área demarcada são produzidos principalmente com a uva Sangiovese.

Chianti é a maior zona de vinho da Toscana, composta por sete sub-regiões: Classico, Colli Arentini, Colli Fiorentini, Colli Senesi, Colline Pisane, Montalbano e Rùfina.

O Chianti Clássico é produzido na antiga zona do Chianti, delimitada em 1716. Este vinho tem que levar pelo menos 80% de Sangiovese em sua composição. É facilmente identificado pelo símbolo do Gallo Nero (Galo Negro) na garrafa. Foi o tipo de Chianti que escolhi para comentar nesta ocasião.
Confira:

Monte Guelfo Chianti Classico DOCG 2011


Tipo: Tinto.
Produtor: Monteguelfo.
Origem: Toscana, Itália.
Visual: Cor rubi claro.
Olfato: Morango, floral, especiarias doces (canela, noz moscada) e baunilha.
Paladar: Leve e frutado, com boa acidez. O sabor repete as sensações do nariz.
Outras considerações: Elaborado com 90% de Sangiovese, o vinho não amadurece em madeira. Fresco, jovem, pronto para tomar. Acompanha muito bem pratos à base de molho de tomate. Tem 13.5% de álcool.

Classificação: Bom/Muito Bom.
Média de preço: R$ 48 (www.wine.com.br)