sexta-feira, 23 de janeiro de 2015

Louis Roederer tem nova importação exclusiva no Brasil

Quando se fala em marcas ícones de champagne, a maioria dos apreciadores da bebida lembrará certamente da Cristal. Trata-se de um dos rótulos de maior prestígio da região e o mais emblemático da tradicional Maison Louis Roederer, que agora tem novos importadores para o Brasil. As empresas-irmãs Épice e Licínio Dias (LD) Importação ganharam uma concorrência e agora têm a exclusividade da marca no país.


A história da Louis Roederer começou em 1776, quando Nicholas-Henri Schreider fundou a Dubois Père & Fils.Porém, marca só ganhou o seu nome atual quando Louis Roederer, sobrinho de Nicholas, assumiu a empresa, em 1883.

Louis deu uma “oxigenada” nos negócios incrementando as vendas e as exportações. Em 1876, o czar da Rússia Alexandre II, grande apreciador de champagnes, pediu que a Louis Roederer produzisse para ele um champagne único e exclusivo. Foi então que surgiu oo Cristal. Engarrafado em cristal Baccarat, era o primeiro Cuvée Prestige da história de Champagne.


A partir de 1945, o champanhe Cristal começou a ser comercializado em garrafas de vidro branco, mas o conteúdo continuou fiel às suas origens, seguindo rigorosos padrões de elaboração.

Além do Cristal, a Épice e a LD têm no portfólio os champagnes Louis Roederer Brut Premier branco e rosé.