segunda-feira, 1 de junho de 2015

Pela primeira vez na taça, um vinho da Romênia (#CBE)

Eu já pude provar vinhos de várias nacionalidades, algumas até bem diferentes, como China, Marrocos e Israel. Mas pela minha taça nunca havia passado um vinho da Romênia. O desafio foi dado pelo confrade Ewertom Cordeiro (Blog Vinhos de Minha Vida), que sugeriu para o tema do mês da Confraria Brasileira de Enoblogs (CBE) "um vinho tinto de país que você nunca degustou, harmonizado com um prato típico". Eu vou ficar devendo o prato típico, pois o vinho já foi um bom desafio.

Confira as minhas impressões:

Floare de Luna Feteasca Neagra Private Reserve 2013


Tipo: Tinto.
Produtor: Cramele Halewood Wines.
Origem: Dealu Mare, Romênia.
Visual: Cor rubi brilhante de média intensidade.
Olfato: Frutas silvestres, como cereja e framboesa, especiarias, notas florais e algo que lembra embutidos.
Paladar: Corpo médio, bom ataque de boca com taninos presentes e acidez correta. Mostra-se mais maduro do que no nariz. Sabor de ameixa, especiarias, toques terrosos, de caramelo e café. Final de médio a persistente.
Outras considerações: Elaborado com a variedade mais valiosa da Romênia, a Feteasca Neagra, é um vinho sem passagem por madeira e que tem 13,5% de álcool. Tem boa capacidade de envelhecimento.

Classificação: Muito Bom/Excelente.
Preço: R$ 99 (www.domusvini.com.br)