quinta-feira, 28 de julho de 2016

Morre Denis Dubourdieu - o “Papa dos Vinhos Brancos”

Considerado um dos melhores enólogos de seu tempo, Denis Dubourdieu foi derrotado ontem (27) por um câncer, aos 66 anos de idade. Seu conhecimento e investigação no campo dos vinhos brancos franceses o levaram a um patamar diferenciado. Foi professor de enologia na Universidade de Bordeaux, publicou centenas de artigos científicos e ainda fundador, em 2009, do Institut des Sciences de la Vigne et du Vin, um centro de pesquisa referência no mundo dos vinhos.


Junto com sua mulher, Florence, e seus filhos, Fabrice e Jean- Jacques, o mestre Dubourdieu administrava as propriedades da família em Bordeaux (Château Reynon, Doisy-Däene e Clos Floridène), além de assessorar vinícolas nada menos como Château d’Yquem, Cheval Blanc e Margaux (Pavillon Blanc).

Segundo a revista britânica Decanter, que o concedeu, este ano, o título de “Homem do Ano” – uma das maiores honrarias do mundo do vinho, Dubourdieu era um dos enólogos e pesquisadores mais respeitados de sua geração. Considerado um dos maiores especialistas em vinificação e envelhecimento de vinhos brancos, seus estudos estavam focados principalmente em leveduras, aromas, oxidação precoce e a “podridão nobre”.  Era descrito como um homem simples, apesar de tanto conhecimento. Sua missão era tornar os vinhos mais prazerosos de se tomar, principalmente ao levá-los ao nariz.

Que o seu legado seja mantido e respeitado.