terça-feira, 5 de julho de 2016

Orme Primitivo 2013 (#CBE)

O mês começa e a tradição de escrever para a Confraria Brasileira de Enoblogs (CBE) é mantida. O tema de julho, bem oportuno, diga-se de passagem, foi indicado pelo confrade Luiz Cola (Blog Vinhos e Mais Vinhos), que sugeriu um tinto encorpado de inverno, com valor de até R$ 100. A minha escolha veio lá da Puglia, sul da Itália (região conhecida como o "salto da bota", numa referência ao formato do mapa daquele país, que se assemelha a uma bota). Portanto, um vinho de uma uva que costuma produzir produz tintos intensos e concentrados. Confira:


Tipo: Tinto.
Produtor: Massimo Leone.
Origem: Puglia, Itália.
Visual: Cor rubi de média profundidade.
Olfato: Exibe agradáveis notas de canela, frutas vermelhas maduras, como morango, além de um toque de pimenta do reino.
Paladar: Um vinho de médio corpo, com taninos macios e excelente acidez. Sua persistência é de média a prolongada e o sabor reflete as características do olfato, trazendo ainda notas de café.
Outras considerações: Um tinto intenso, porém equilibrado, elaborado com uma das principais uvas tintas do sul da Itália, a Primitivo. Tem 14% de álcool.

Classificação: Muito Bom/Excelente.
Média de preço: R$ 80 a R$ 90 (Trazido ao Brasil pela Importadora Trinacria)