segunda-feira, 14 de fevereiro de 2011

Miolo anuncia que a safra 2011 produzirá novos vinhos "top"

Com 30% das uvas já colhidas, a brasileira Miolo Wine Group diz que a safra deste ano está excepcional e que pode produzir grandes vinhos.

As condições climáticas extremamente favoráveis são as principais responsáveis pelo otimismo. O inverno rigoroso, as chuvas escassas no ciclo vegetativo das plantas e o tempo seco durante a floração e a maturação produziram frutas mais concentradas, sãs e aromáticas. “Aliado a isso, tivemos o manejo e as práticas culturais corretas”, diz Ciro Pavan, engenheiro agrônomo do grupo.

Pelas análises preliminares, a safra de 2011 deve ser superior à de 2005. “Estamos com a melhor colheita dos últimos 20 anos”, revelou Ricardo Haas, enólogo responsável pela Vinícola Almadén (Livramento-RS).

Com esta qualidade, será possível a a produção de vinhos tops, elaborados apenas em safras excepcionais, como o espumante Millésime e os vinhos Castas Portuguesas, Merlot Terroir, Cuvée Giuseppe, além dos ícones Sesmarias [foto] e Miolo Lote 43.

O mais recente projeto da Miolo, o Bellavista Estate Bueno, do narrador esportivo Galvão Bueno, também terá novidades. Serão elaborados os varietais Pinot Noir e Sauvignon Blanc.

Já a Vinícola Almadén elaborará seu primeiro vinho ícone, um Tannat proveniente das mais velhas vinhas da empresa, todas com mais de 30 anos. Adquirida pela Miolo em 2009, a Almadén recebeu atenção especial. Houve mudanças estruturais nos parreirais, como a verticalização do vinhedo e manejo controlado do dossel vegetativo.

Os novos produtos da linha superpremium 2011 devem chegar ao consumidor a partir do segundo semestre de 2012.

Estamos aguardando!