quinta-feira, 2 de maio de 2013

Weinert Malbec Gran Vino – 1997 (#CBE)


Em homenagem ao “Malbec World Day”, comemorado no dia 16 do último mês, o tema da Confraria Brasileira de Enoblogs de maio elegeu um vinho feito com a uva Malbec para ser comentado entre os confrades. Como a escolha era livre, resolvi comentar um rótulo degustado durante o aniversário de um cunhado querido (de verdade, viu Rodrigo Lobo!). Já que era um exemplar já com alguns longos aninhos de vida, não podia deixar de abri-lo e contar aqui pra vocês como ele estava.

Produtor: Cavas de Weinert
Origem: Luján de Cuyo, Mendoza, Argentina
Visual: Cor granada, com reflexos atijolados.
Olfato: Fruta ainda presente, com notas de compota, especiarias e um leve odor licoroso.
Paladar: A fruta agora aparece discretamente. A bebida já está com uma certa característica oxidativa, lembrando de longe um Porto.
Outras considerações: Foi uma experiência muito interessante provar esse vinho, que não estava armazenado nas condições ideais (garrafa de pé) e já perdendo as suas características de juventude, mas que se tornou uma bebida com um aspecto licoroso. Nessa fase em que está, cai bem como um vinho de contemplação. Elaborado 100% com a uva Malbec, estagiou três anos em barris de carvalho francês.

Classificação: Incomum.