sexta-feira, 12 de julho de 2013

Um “Vinho do Porto” feito na Grécia

Quem acompanha o blog sabe que eu adoro encontrar pechinchas. No supermercado, a hora mais divertida é passar na seção de vinhos para dar uma vasculhada nas oportunidades. Há uns meses atrás, em uma ida ao Carrefour (apesar de já ter tido decepções com vinhos estragados nessa mesma loja), encontrei uma promoção bem interessante. Um vinho de sobremesa grego, por apenas R$ 11 e uns trocados.

Aí vem logo o pensamento: “isso não deve prestar. Está encalhado, por isso o preço tão baixo”. Mas a curiosidade é grande e eu levo uma garrafinha (é de 500 ml) para casa.

Esta semana resolvi abrir o danado. E aí a minha surpresa! Numa prova às cegas, ele me “derrubaria do cavalo”. Eu juraria de pés juntos que estava bebendo um vinho do Porto.

Confira a avaliação:

Tsantali Cellar Reserve

Tipo: Sobremesa.
Produtor: Tsantali Vineyards & Wineries.
Origem: Patras, Grécia.
Visual: Cor granada, puxando para o marrom.
Olfato: Frutas secas, toques especiados, de amêndoas e café.
Paladar: Apresenta notas oxidadas características dos vinhos do Porto. Além das mesmas sensações sentidas no aroma, o sabor ganha um toque de passa de caju. A doçura está equilibrada com a boa acidez.
Outras considerações: Feito com a uva Mavrodaphne, na região com Apelação de Origem Protegida “Mavrodaphne of Patras”, o vinho tem o processo elaboração similar ao dos vinhos do Porto. A fermentação é interrompida com a adição de aguardente vínica. A bebida amadureceu cinco anos em carvalho francês. Tem 18% de graduação alcoólica.

Classificação: Ótima compra.
Faixa de preço:  R$ 11 (Em promoção, no Carrefour)