terça-feira, 21 de julho de 2015

Como harmonizar vinho e comida japonesa

Há alguns anos, escrevi aqui no blog sobre a combinação entre vinho e comida japonesa. Como se trata de um assunto sobre o qual as pessoas normalmente têm dúvidas, então resolvi trazer o tema de volta, dando uma refrescada no texto e incluindo novas dicas. Confira:


Vinho, sushi, sashimis e afins

Quando vou a restaurantes japoneses, tenho o costume de observar o que as pessoas estão bebendo. Deu então para perceber que não é comum entre os brasileiros o hábito de tomar saquê, bebida japonesa à base de arroz fermentado, que, teoricamente, acompanha bem os sushis, sashimis, etc e tal. Para acompanhar as iguarias da culinária oriental, boa parte aposta nos refrigerantes e outros vão de cerveja. Poucos se arriscam no vinho, embora as casas do ramo estejam abrindo cada vez mais espaço para a bebida nos últimos anos.

Afinal, vinho combina com japonesa?

Combina sim. E muito!

Antes de mais nada, é importante saber que existem alguns elementos que podem atrapalhar esse casamento. É só entendê-los melhor para que a união possa dar certo. São três os vilões que podem fulminar um vinho: o molho shoyu, o gengibre e o wasabi (raiz forte). Tentando harmonizar sem a presença desses ingredientes ou usando o mínimo deles, o resultado pode ser satisfatório. Os molhos adocicados também podem causar uma desarmonia na combinação. Portanto, seja parcimonioso nos acompanhamentos.

Quanto aos vinhos que vão combinar bem com os pratos japoneses, aposte nos brancos jovens, nos rosés e nos espumantes brut. Outros vinhos que também harmonizam com os pratos típicos do Japão são os proseccos (espumantes italianos feitos na região do Vêneto) e os Jerez Finos espanhóis, que são vinhos fortificados. Mas os campeões são os brancos feitos com a uva alemã Riesling.

Já fiz várias provas de vinhos com sushis e trago aqui para vocês uma lista com alguns que resultaram em uma boa combinação.

Escolha o seu e... kampai! (um brinde!):

- Arboleda Chardonnay (Chile)
- Viapiana Green (Brasil)
- Henry Fuchs Riesling (Alemanha)
- Alamos Viognier (Argentina)
- Espumante Raposeira Reserva Bruto (Portugal)
- Altas Cumbres Viognier (Argentina)
- Abadia de San Campio Albariño (Espanha)
- Santa Rita Gran Hacienda Sauvignon Blanc (Chile)
- Prosecco La Veneziana Extra Dry (Itália)
- Cousiño-Macul Don Luis Sauvignon Blanc (Chile)
- Espumante Rio Sol Brut Rosé (Brasil)
- Urmeneta Sauvignon Blanc 2013 (Chile)
- Alta Vista Classic Reserva Torrontés (Argentina)
- Saint Clair Vicar’s Choice Riesling (Nova Zelândia)
- Masi Passo Blanco (Argentina)
- Casas del Toqui Single Estate Sauvignon Blanc (Chile)
- Fleur du Cap Sauvignon Blanc (África do Sul)
- Bisquertt Reserva Petirrojo Sauvignon Blanc (Chile)
- Duas Quintas Branco (Portugal)
- Carmen Sauvignon Blanc (Chile)
- Quintay Clava Cristal Reserva Sauvignon Blanc (Chile)