quarta-feira, 1 de julho de 2015

Longue-Dog: um divertido vinho do Languedoc (#CBE)

Este mês, o tema da Confraria Brasileira de Enoblogs (CBE) foi proposto pelo confrade Cristiano Orlandi (blog Vivendo Vinhos). Ele sugeriu um vinho francês que não fosse nem Bordeaux e nem Borgonha. Uma ótima pedida para explorar diferentes terroirs da França!


A minha escolha foi de um vinho simples e com um rótulo muito divertido, elaborado no Languedoc, sul da França. Detalhe para o trocadilho com o Longue-Dog, um cachorrinho bem simpático estampado na parte frontal e no contra-rótulo da garrafa.


Esta região de clima mediterrâneo é ensolarada o ano quase inteiro, por isso as uvas sofrem rápida maturação. Entre as variedades tintas mais cultivadas estão Carignan, Cinsaut, Grenache, Mourvèdre e Syrah. Também são produzidos espumantes, vinhos brancos e rosés, porém em menor quantidade.

Confira as características do vinho provado:

Longue-Dog 2012

Tipo: Tinto.
Produtor: Boutinot.
Origem: Languedoc, França.
Visual: Cor rubi de média profundidade.
Olfato: Frutas vermelhas silvestres em compota, como morangos, alcaçuz, melaço e especiarias.
Paladar: Corpo leve, equilibrado e com final de intensidade média. Seu sabor repete as características do nariz e ainda traz um toque de chocolate.
Outras considerações: Elaborado com 55% de Grenache Noir, 40% de Syrah e 5% de Mourvèdre, tem 13,5% de graduação alcoólica e não estagiou em carvalho. É um bom vinho para acompanhar pratos com molho de tomate. Harmonizei com fondue de queijo e ficou muito bom.

Classificação: Bom.
Média de preço: R$ 45 a R$ 55 (Importadora La Pastina. À venda na rede Carrefour, onde comprei na promoção por R$ 31,50. Neste preço, considero uma boa compra)