quarta-feira, 30 de março de 2016

Lapostolle mostra padrão de qualidade impecável em seus vinhos


Estive ontem (29) à noite, a convite da importadora Mistral, em um jantar com a presença do diretor da vinícola chilena Lapostolle para a América Latina, Kendy Silverio (foto), no restaurante Reserva, do hotel Sheraton Reserva do Paiva. Esta é a segunda vez (relembre a primeira) que participo de um evento promovido por este produtor e posso afirmar que a qualidade dos seus vinhos é impecável, mesmo nas linhas mais simples.

Na ocasião, Kendy explicou que apesar de nova (foi fundada em 1994), a Lapostolle tem por trás uma estrutura de tradição. Pertencente ao grupo Marnier-Lapostolle, reconhecido mundialmente pelo licor Grand Marnier, eles também possuem produção de vinhos no Vale do Loire, na França.

A Lapostolle mantém como filosofia de produção as técnicas orgânicas e biodinâmicas, com um mínimo de intervenção nos vinhedos, aliando a expertise de produção francesa ao terroir do Chile. Seu consultor é ninguém menos que o prestigiado Michel Rolland. Aliás, trata-se da única vinícola chilena para a qual ele presta consultoria. “Ele vai à vinícola pelo menos de quatro a seis vezes no ano”, revelou Kendy Silverio.


Portanto, pode se perceber claramente a influência francesa nos vinhos daquela casa. Lá, só se usa carvalho francês, prezando a fruta em detrimento à madeira. “Os enólogos também gostam de brincar com a ‘configuração’ do vinho, usando diferentes variedades nos cortes e diferentes usos da madeira”, explicou Silverio

Nos próximos posts, confira a avaliação dos vinhos provados na noite e harmonizados com os pratos do chef português Fernando Fonseca (abaixo, foto da sobremesa).