sexta-feira, 28 de março de 2008

Santa Carolina Reservado Cabernet Sauvignon - 2005

“Ah, Fabiana... dá dicas de vinhos um pouco mais baratos, abaixo de R$ 30”. Essa é uma das frases que venho mais ouvindo desde que comecei a escrever aqui no blog. Como diz o meu marido: “É questão de matemática!”. A teoria dele é que calculando a quantidade de impostos que se paga por um vinho importado de R$ 10, o seu preço final saiu por um bagatela. Por isso, supõe-se que um rótulo barato não tem qualidade. Mas algumas vinícolas vêm trabalhando para oferecer vinhos honestos, com bom desempenho para a sua faixa de preço. Uma delas é Viña Santa Carolina, que tem feito grandes investimentos para conquistar um lugar de ponta entre os produtores chilenos.

Pois bem, um dia fomos comprar alguns vinhos para um jantar e, justo ele, o gourmet-matemático, escolheu dentre tantos outros rótulos um Santa Carolina Reservado, Cabernet Sauvignon, 2005. O vinho estava na promoção por R$ 12,90. “Por esse preço não vai fazer diferença mesmo”, disse. Nem tomamos naquele dia e terminamos abrindo a garrafa no último feriado. Para nossa alegria, o vinho estava uma beleza. Jovem, com aromas intensos de frutas vermelhas, chocolate e baunilha. Na boca, taninos suaves, persistindo as notas de frutas. Pode acompanhar carnes vermelhas ou brancas, massas e queijos.

Moral da história - nem sempre 2+2=4. (O mesmo vale para vinhos muito caros. Muitas vezes a qualidade de um vinho não corresponde nem à metade do que vale em dinheiro).