segunda-feira, 7 de abril de 2008

Montepulciano d’Abruzzo Bonacchi - 2005

Diferente de grande parte dos vinhos do Novo Mundo, que fazem bonito quando bebidos sozinhos, a maioria dos vinhos italianos são melhores quando acompanham a comida. No último sábado resolvi provar, mais uma vez, o Montepulciano d’Abruzzo, safra 2005, do produtor Bonacchi.

Produzido na Toscana, Itália, não é um grande vinho, mas pode ser muito bem aproveitado dependendo do prato que o acompanha. Já havia bebido uma taça desta mesma safra durante uma degustação, porém sem nenhum acompanhamento. No sábado a coisa mudou um pouco de figura. O vinho deu uma crescida quando tomado junto com uma ótima lasanha italiana (massa caseira à bolonhesa acompanhada de funghi porcini italiano, molho bechamel e parmesão gran formaggio), da Trattoria Don Francesco, em Olinda.

Voltando ao vinho, ele é elaborado com 85% da uva Montepulciano e 15% de outras cepas tintas. Não é maturado em madeira para preservar o frescor da fruta. Cor vermelho rubi, possui aroma de frutas vermelhas. Na boca é inicialmente macio, mantendo o frutado. Apesar de ser um vinho pouco persistente, o final é que não me agradou muito, pois deixou um certo amargor.

Graduação alcoólica 12%. Se quiser tentar, acompanhe com massas e carnes.