terça-feira, 25 de novembro de 2014

As seleções de vinhos do apresentador Galvão Bueno

Já havia tido a oportunidade de provar alguns vinhos do projeto Bella Vista Estate, sociedade entre o narrador esportivo Galvão Bueno e o grupo Miolo. Exemplares como o Bueno Cuvée Prestige Brut e o Bueno Paralelo 31 2008 me surpreenderam, mesmo sendo naquela época recém-lançados no mercado. Além dos vinhos produzidos no Brasil, hoje o projeto conta com rótulos elaborados na Itália, sob a supervisão do enólogo Roberto Cipresso.

Semana passada, voltei a provar rótulos da marca Bueno em mais uma degustação ao vivo do Winebar, prova de vinhos que une virtualmente jornalistas e enoblogueiros de todo o Brasil. Desta vez, o convidado foi o próprio Roberto Cipresso (à direita na foto), que conduziu a degustação comandada pelos colegas Daniel Perches (à esquerda na foto) e Alexandre Frias.


Confira a minha opinião sobre os rótulos degustados:

Bueno Paralelo 31 2011

Elaborado na Campanha Gaúcha, Brasil, com as variedades tintas Cabernet Sauvignon, Merlot e Petit Verdot, o vinho apresentou cor violácea profunda e aromas que remetem a frutas maduras, eucalipto e especiarias. O álcool ainda está aparente, mas melhora com a aeração. Paladar de boa acidez e taninos em equilíbrio. Fresco, longo e maduro. O sabor repete as sensações do nariz. Madeira integrada ao conjunto. Seu amadurecimento foi de 12 meses em barricas novas de carvalho francês e americano.

Classificação: Muito Bom.
Média de preço: R$ 89


Bueno La Valletta Sangiovese 2011

Este tinto vem da região da Toscana, na Itália, onde é elaborado 100% com a uva Sangiovese. Sua cor é rubi clara e brilhante. No nariz sentem-se notas de alcaçuz, especiarias e frutas maduras. No paladar aparecem taninos de qualidade e sabores que trazem novamente a fruta madura, além de toques de café e chocolate. Final prolongado. O vinho maturou em barricas de carvalho francês de segundo uso por 14 meses.

Classificação: Muito Bom (melhora com a guarda)
Média de preço: R$ 175