segunda-feira, 28 de julho de 2008

7º Encontro da Cavas

Na semana passada participei do 7o encontro da Confraria Amigos do Vinho do Vale do São Francisco (Cavas), no Dom Ferreira Forneria, em Boa Viagem, no Recife. De antemão, deixo os meus parabéns a Ricardo e Gustavo Lustosa, que têm conseguido reunir cada vez mais interessados em vinhos, nos descontraídos e bem organizados encontros da Confraria. A degustação foi conduzida pelo experiente Barros (na foto), sommelier que está à frente do Dom Ferreira. Vamos às harmonizações:

Espumante Famiglia Fornari Brut
Este espumante argentino, produzido na região de Mendoza, Argentina, acompanhou bem os canapés servidos de entrada. É elaborado com as uvas Chenin Blanc, Pinot Blanc e Chardonnay. A fermentação realizada a baixas temperaturas proporciona bolhas minúsculas e persistentes, assim como uma boa espuma. De paladar suave, mostra aromas que lembram flores e frutas frescas, como a pêra. Tem graduação alcoólica de 12%.


Versus Rosé – 2007
O vinho é um sul-africano elaborado com as uvas Pinotage, Cinsault e Syrah. Fresco e bastante leve, tem uma bela coloração groselha, límpida e brilhante. Mostra aromas de morango e na boca apresenta final persistente. Segundo Barros, deve ser servido a uma temperatura entre 7º a 10º C. Na minha opinião, o melhor vinho da noite. Vem em uma bonita garrafa de 1 litro.

A harmonização foi feita com o delicioso Panini da Forneria (elaborado com massa de pizza, assado no formo à lenha, acompanhado de salada decorativa) e de uma pasta de salmão defumado com peito de peru e queijo mussarela.


Alma de Chile, Cabernet Sauvignon – 2006
Este vinho, como explicou o sommelier Barros, está enquadrado na nova classificação chilena de DOC. Foi elaborado com 85% de Cabernet Sauvignon, mesclados em um corte de Carménere e Merlot. Produzido no Vale do Aconcágua, começou a ser importado há pouco tempo para o Brasil. Apresenta cor rubi intensa e mostra no nariz notas de especiarias e frutas vermelhas. Tenho impressão que se o vinho respirar por mais tempo, os aromas melhoram (inclusive o álcool, que está um pouco pronunciado). É um rótulo de médio corpo, com taninos finos e toques de baunilha. Estagiou cerca de três meses em carvalho.

A minha opção de acompanhamento foi o Filet a La Cavas, prato criado especialmente para o encontro e que segundo o sommelier Barros, irá compor a partir de agora o cardápio do Dom Ferreira. Trata-se de um saboroso medalhão de filet mignon com manteiga de ervas finas acompanhado de fettuccine ao molho de gorgonzola. Recomendo!

Oremus Asti Moscatel
Este espumante brasileiro acompanhou divinamente a torta de maçã caramelizada servida de sobremesa. É produzido pela vinícola Fante, na Serra Gaúcha, com a variedade de uvas Moscato. Apresenta gás natural resultante de uma única fermentação, na qual se interrompe o processo fermentativo para manter a quantidade de açúcar proveniente da própria uva. Tem sabor adocicado e boa acidez. A graduação alcoólica é de 7,5%.

Serviço:
Dom Ferreira Forneria
Avenida Domingos Ferreira, 4140, Boa Viagem.
Fone: (81) 3463-4141